RISOTTO ALLA ZUCCA E CAVOLO NERO

Cavolo Nero também conhecido aqui como Kale, verdura de um intenso verde escuro pertencente à família das couves nativo do hemisfério norte, é uma variedade com uma longa tradição na culinária italiana, especialmente a da Toscana.

É rica em fibras, ajuda a harmonizar as refeições e tem alto poder antioxidante.

Aqui é encontrado nos mercados orgânicos em pequenas produções.

Um risoto leve, saboroso e com uma cor linda, verde e amarelo.

INGREDIENTES: (3 pessoas)

1 1/2 xícaras (chá) de arroz arbóreo

1 1/2 xícaras (chá) de abóbora cabotiã picada

1 1/2 xícaras (chá) de kale picado

1 cebola bem picada

2 dentes de alho bem picados

1/2 xícara ( chá) de vinho branco seco

Azeite e sal

Caldo de legumes, o suficiente

MODO DE FAZER:

Aquecer o caldo de legumes

Numa panela média e antiaderente cobrir o fundo com azeite e dourar a cebola e o alho.

Adicionar a verdura picada e deixar cozinhar por 2 minutos e juntar a abóbora, mexer constantemente para não grudar e acrescentar 3 conchas de caldo quente e deixar cozinhar. Quando o caldo secar colocar o arroz, mexer bem, salgar e juntar o vinho branco, mexer até evaporar.

Começar a colocar 2 conchas de caldo, mexer  e conforme o caldo for secando, continuar com o procedimento até o arroz atingir o ponto desejado.

Provar o sal e observar a textura.

Reduzir aos poucos a quantidade de líquido a ser acrescentado, de modo que quando ele estiver ao dente, fique levemente úmido, mas sem caldo.

Retirar do fogo e regar um fio de azeite.

Servir imediatamente.

DICA: Optar sempre por caldos caseiros no lugar dos industrializados. Para elaborar o caldo deste risoto usei 2 talos de salsão com as folhas, 1 cenoura, 1 cebola, 3 ramos de cebolinha e um punhado de salsinha com os talos, 1 tomate, água fria, sal e um fio de azeite. Levei para o fogo e cozinhei até os vegetais amolecerem.

SOPA DE FEIJÃO PARA AQUECER O INVERNO

Vamos usar a criatividade para reaproveitar sobras de alimento. Ingredientes que podem originar receitas muito gostosas e nutritivas.  Sobras de feijão do almoço podem se transformar em uma deliciosa e confortante sopinha, principalmente em noites frias para aquecer o corpo e a alma!

Ingredientes:

2 a 3 tomates maduros

1 dente de alho

1 colher (sopa) de azeite

Sobra de feijão (aproximadamente de 1 a 2 ou 3 xícaras de chá)

Massa pequena ou espaguete picado

Modo de fazer:

Lavar os tomates, picar e bater no liquidificador, passar na peneira para eliminar as sementes e as peles.

Colocar o azeite e o alho numa panela e levar ao fogo, adicionar os tomates passados pela peneira, deixar refogar um pouco.

No mesmo liquidificador bater o feijão com o caldo, passar pela peneira e colocar na panela com um pouco de água. Deixar ferver com a panela destampada para não levantar muita espuma. Corrigir o sal se necessário.

Em outra panela colocar água para ferver e acrescentar o macarrão (espaguete picado ou macarrão Ave Maria). Quando estiver ao dente escorrer e acrescentar no caldo de feijão, deixar pegar gosto e retirar do fogo. Servir em seguida.

VARIAÇÃO

CREME DE FEIJÃO COM ABÓBORA CABOTIÃ

É uma sopa mais leve, cremosa e saborosa.

O procedimento é o mesmo, é só substituir a massa pela abóbora cabotiã que deverá ser adicionada logo após a colocação do caldo de feijão (500 g). Deixar cozinhar até amolecer.

PAELLA DE VEGETAIS

Há tempos venho tentando aguçar minha criatividade culinária para criar uma ‘paella’ com um sabor incrível sem precisar usar alguma proteína animal,  para satisfazer o pedido da minha filha que é vegana e cujo prato predileto sempre foi paella.
Com algumas adaptações, consegui fazer usando alguns vegetais de grande sabor muito bem harmonizados com temperos especiais.
Mais uma boa opção para aqueles que não comem nada de origem animal e para aqueles que comem de tudo!

INGREDIENTES ( 4 pessoas)

2 xícaras (chá) de vagem macarrão picada
1 xícara (chá) de ervilhas congeladas
1 cebola grande picada
4 dentes de alho picados
1 pimentão vermelho picado
3 tomates sem pele e sem sementes picados
4 xícaras (café) de arroz parboilizado
12 xícaras (café) de água
1 pacote de tempero carmencita ou similar
Sal e azeite a gosto

1 colher (sobremesa) de páprica

1 pimenta dedo de moça picada (opcional)

MODO DE FAZER:

Cobrir o fundo da panela wok com azeite.

Fritar o alho e a cebola até dourar, adicionar os pimentões, fritar mais um pouco e acrescentar o tomate, em seguida acrescentar as vagens picadas, a ervilha, cozinhar um pouco e adicionar o arroz, o tempero carmencita, a páprica e o sal, acrescentar a água, misturar tudo muito bem, tampar a panela e deixar cozinhar até secar a água.
Decorar com pimentões vermelhos assados e sem pele temperados ou com tiras de pimentão vermelho e algumas vagens salteados com azeite e alho picadinho.

Depois de pronta deixar descansar por alguns minutos. Levar à mesa e bom apetite!

PÃO CHAPATI ( PÃO INDIANO)

O pãozinho indiano, considerado um dos mais antigos do mundo, sem fermento, feito na chapa ou numa frigideira antiaderente e finalizado na boca do fogão!

Super rápido e como não leva fermento, a massa não precisa descansar para crescer, a sova  leva alguns minutinhos,   delicioso para degustar quentinho com manteiga, geleias, patês, queijos, frios e vários outros petiscos.
INGREDIENTES:

  • 1 xícara (chá) de farinha de trigo
  • 1 colher (café) de sal
  • 1 colher (sopa) de azeite
  • quase 1/2 xícara (chá) de água filtrada

MODO DE FAZER:

Colocar numa tigela a farinha de trigo, o azeite,  a colher rasa de café de sal e metade da água, misturar até formar uma farofa úmida e grossa. Depois acrescentar o restante da agua,  aos poucos, isso porque vai depender da umidade da sua farinha e do tempo.

Misturar com a ponta dos dedos, até o ponto de uma massa compacta, porem ainda levemente grudenta. Não acrescentar mais farinha, senão o pão ficará pesado. Deixar descansar 10 minutos para o glúten começar a agir.

Enfarinhar a bancada,  com uma camada bem finInha de farinha, não juntar mais farinha na massa, pois o pão pode ficar ressecado e não formar as bolhas que são tão características.

Fazer um rolo com a massa e com a faca cortar 6 porções. Abrir cada uma delas com o rolo em discos bem finos,  se houver necessidade polvilhar um pouquinho de farinha para não grudarem na bancada.

Aquecer bem a frigideira, não é preciso untar, com fogo baixo deixar cozinhar por 1 minuto de cada lado, as bolhas começam a se formar e depois, segurando com uma pinça ou pegador de salada levar direto na chama do fogão por mais 10seg de cada lado, para o pão estufar e formar mais bolhas nos dois lados. Agora é só se deliciar!

BOLO DE CENOURA COM FARINHA INTEGRAL E AÇÚCAR MASCAVO

O bolo de cenoura é sem dúvida um dos mais populares, todos têm uma receita, a versão integral é uma ótima opção para aliviar a consciência, mas mesmo assim vamos comer com moderação!

Ingredientes:

4 ovos
2 cenouras médias
1 xícara ( chá) de óleo
1 xícara ( chá ) de açúcar mascavo
1 xícara ( chá) de farinha de trigo
1 xícara ( chá) de farinha integral
1 colher ( sopa) de fermento em pó

Modo de fazer:

Preaquecer o forno a 180 graus.
Untar com manteiga uma forma de buraco no meio e enfarinhar.
Bater no liqüidificador, as cenouras picadas, os ovos, o açúcar e o óleo.
Desligar o liqüidificador e adicionar as farinhas e mexer à mão, por último juntar o fermento, mexer levemente e despejar a massa na forma.
Levar ao forno e assar por cerca de 30 a 40 minutos.
Fazer o teste do palito (enfiar o palito no bolo e ao sair seco, estará pronto)
Deixar amornar e desenformar.

Se gostar, fica delicioso com cobertura de chocolate ou de brigadeiro mole.

RATATOUILLE ASSADO EM NOVA VERSÃO

Ratatouille é uma clássica receita francesa da Provence de legumes refogados podendo ser servida quente ou fria, sozinha ou como acompanhamento, é perfeita para qualquer refeição.

Cada um tem sua própria receita de Ratatouille e adaptada ao seu gosto pessoal. Eu tenho a minha receita em que aproveito o que tenho à disposição, mas sempre mantendo os ingredientes básicos: berinjela, abobrinha, pimentão, tomate e temperos.

INGREDIENTES:

3 berinjelas cortadas em tiras ou em meias rodelas

3 abobrinhas cortadas em tiras ou em meias rodelas

3 tomates sem pele e sem sementes cortados em tirinhas

2 cebolas cortadas em meias rodelas finas

1 pimentão vermelho cortado em cubos

1 colher (sobremesa) de orégano

1 xícara (chá) de vinho branco seco

2 colheres (sopa) de alcaparras (opcional)

Sal e azeite a gosto

MODO DE FAZER:

Misturar todos os ingredientes e colocar numa assadeira coberta com papel alumínio e levar ao forno preaquecido a 200ºC e assar mexendo de vez em quando, no final retirar o papel e deixar secar.

Pode ser servido quente ou colocar numa travessa e levar à geladeira.

BOLO DAS 5 XÍCARAS

O MÊS DE JUNHO NOS CONVIDA A NOS DELICIARMOS COM COMIDAS DA ROÇA E ESTE É UM BOLO FOFINHO, SABOROSO E O NOME SE DEVE PORQUE USAMOS 5 VEZES A XÍCARA DE CHÁ PARA MEDIR OS INGREDIENTES.  UMA IGUARIA QUE , COM CERTEZA COMEREMOS EM TODOS OS MESES DO ANO!

INGREDIENTES:

1 xícara (chá) de açúcar demerara

1 xícara (chá) de óleo de girassol

1 xícara (chá) de farinha de trigo

1 xícara (chá) de fubá

1 xícara (chá) de leite quente

3 ovos

Uma pitadinha de sal

1 colher (sopa) de fermento em pó

MODO DE FAZER:

Preaquecer o forno a 180ºC

Untar e enfarinhar uma fôrma média.

Bater no liquidificador, os ovos, o óleo e o açúcar até misturar tudo muito bem.

Adicionar o sal,  o leite, a farinha e o fubá alternadamente. O fermento deverá ser colocado por último e batido levemente.

Despejar na fôrma e levar para assar por cerca de 35 a 40 minutos. Fazer o teste do palito para comprovar a consistência do bolo.

Desenformar morno.

PÃO CASEIRO FOFÍSSIMO

Este é um tipo de pão de preparo fácil para aqueles que querem se aventurar na arte de fazer pão. Fácil e com resultado certeiro,  vai dar muito prazer em fazer e degustar!

É muito interessante ver como os mesmos ingredientes em quantidades variadas e modos de preparo diversos podem produzir pães tão diferentes, tanto no sabor, como nas texturas e nos formatos! A arte de fazer pão que é tão antiga, universal e tão prazeirosa continua a ser praticada por muitos, pois o pão é o alimento nobre do mundo!

INGREDIENTES:

500 ml de água

10 g de fermento biológico seco ou 30 g de fermento fresco

3 colheres (sopa) rasas de açúcar demerara

1 colher (sopa) rasa de sal

1/3 de xícara (chá) de azeite ou óleo ou 80 ml

900 g de farinha de trigo

MODO DE FAZER:

Colocar numa tigela a água e o fermento, mexer bem, juntar o açúcar e o azeite, mexer. Adicionar aos poucos a farinha, nessa hora juntar o sal. A farinha dependendo do tipo e da temperatura ambiente serão necessários cerca de 800 a 900 g.

A massa deverá ficar homogênea e levemente pegajosa. Colocar a massa numa bancada enfarinhada e sovar por 10 minutos. Fazer uma bola, enfarinhar e deixar dentro da tigela coberta com filme plástico ou pano e deixar descansar até dobrar de volume. O tempo varia de 1,30 a 2,30 h

Enfarinhar a bancada, despejar a massa e dividir em 2 ou 3 porções. Abrir cada uma com os dedos fazendo um retângulo e enrolar como um rocambole, na parte final da massa fazer um corte fazendo duas abas e finalizar o rocambole. Acomodar cada um numa assadeira, não há necessidade de untar ou enfarinhar. Cobrir com um pano e deixar dobrar de volume.

Preaquecer o forno a 200 °C durante 20 minutos e levar os pães para assar até dourarem( cerca de 30 a 40 minutos)

Retirar o pão do forno e colocar em uma grade para esfriar.

Sobre a grade, o pão esfria melhor, o ar circula por baixo e, sem contato direto com o vapor.

BOLO DE BETERRABA FOFÍSSIMO E GOSTOSÍSSIMO


HOJE MEU BOLO DE BETERRABA, FOFÍSSIMO,  COM UMA COR LINDA E SE CONTAR QUE TEM BETERRABA NO BOLO, NINGUÉM ACREDITARÁ!

VALE A PENA EXPERIMENTAR!

Ingredientes

suco de um limão

2 beterrabas médias picadas ( 1 xícara de chá)

3 ovos

2 xícaras chá) de açúcar demerara

3/4 de xícara (chá) de óleo de girassol

2 1/2 xícaras (chá) de farinha de trigo       

1 colher (sopa) de fermento em pó

manteiga para untar

Modo de Fazer:

Untar uma fôrma de buraco central com manteiga e enfarinhar.

Preaquecer o forno a 180°C .

Bater no liquidificador o suco do limão, a beterraba, os ovos, o óleo e o açúcar até virar um creme.

Desligar o liquidificador e acrescentar a farinha, mexer delicadamente e por último o fermento.

Despejar a massa em uma forma untada e enfarinhada. Levar ao forno préaquecido e assar por 40 minutos a 180°C. Fazer o teste do palito. Desenformar o bolo quando estiver morno.

Se preferir poderá servir o bolo com uma cobertura de chocolate.

TAGLIATELLI AO MOLHO DE COGUMELO PARIS E BACON

SIMPLES, MAS CHEIO DE SABOR!

Um molho prático que é puro conforto e fica pronto rapidinho.

INGREDIENTES: (3 porções)

50g de bacon

200 g de cogumelo Paris ou Chitake

2 cebolas médias fatiadas em meias rodelas finas

2 alhos fatiados finos

1/2 xícara (chá) de vinho branco seco

4 tomates italianos sem pele e sem sementes picados

Uma pitada de orégano

Uma pitada de sal

Azeite

300 g de Tagliatelli de grano duro (talharim)

Pode usar outro tipo de massa.

MODO DE FAZER:

Limpar o cogumelo e fatiar

Dourar o bacon numa frigideira antiaderente e reservar.

Cobrir o fundo da mesma frigideira com azeite e dourar a cebola e o alho.

Adicionar o cogumelo deixar refogar até começar a amolecer.

Colocar o vinho e deixar evaporar. Acrescentar os tomates, o sal, o orégano e deixar apurar.

Se houver necessidade acrescentar uma ou duas conchas da água do cozimento da massa.

Colocar o bacon já dourado no molho e deixar pegar gosto.

Cozinhar a massa em água fervente e com sal até o ponto ao dente (seguir as instruções do fabricante)

Escorrer a massa e misturar ao molho, deixar pegar gosto e servir em seguida com um bom parmesão ralado.